Desenvolvimento de Loja Virtual: O que você está fazendo de errado?

16 de outubro de 2019
Criação de Sites

O desenvolvimento de uma loja virtual envolve muitos desafios e principalmente muita atenção e disposição, tanto para aprender diversos tipos de assuntos e táticas, quanto para desenvolver tudo o que for aprendido.

É claro que o objetivo sempre será o mesmo para todos, conseguir ter muito sucesso online tendo uma loja virtual com vendas recorrentes e cheia de clientes satisfeitos. Para isso, posso te dizer que: os pequenos detalhes fazem total diferença para seu destaque no comércio virtual.

Pensando nisso, preparei esse post com algumas ações que podem estar te fazendo perder vendas, atrapalhando sua imagem e o desempenho do seu e-commerce.

Confira aqui, quais são os maiores erros no desenvolvimento de loja virtual. Avalie e entenda se esses erros fazem parte do seu ecommerce e busque em consertá-los o mais rápido possível para assim conseguir atingir os seus objetivos e metas.

Os 10 erros mais comuns no Desenvolvimento de Loja Virtual

1. Falta de planejamento

Antes de montar uma loja virtual, depois de quando ela já estiver no ar e para tudo que você for fazer dentro dela, nunca esqueça dessa principal etapa: PLANEJAMENTO.

A falta de um planejamento é um dos maiores fatores para o insucesso de uma loja virtual, pois por muitas vezes os empreendedores fazem as coisas no modo impulsivo e desorientado, gastando com coisas desnecessárias que provavelmente de nada servirão para atingir o sucesso da sua loja virtual.

O que faz parte de um planejamento:

  • Definição de objetivos e metas
  • Análise de mercado
  • Definição de persona
  • Análise da concorrência
  • Canais de comunicação (baseado na análise do seu mercado e nas personas)
  • Orçamentos
  • Entre outros.

2. Plataforma de loja virtual não adequada

Toda loja virtual precisa de uma plataforma para existir, é através do sistema da plataforma que você irá fazer a criação da loja virtual, é por lá que você vai visualizar, gerenciar e fazer todas a operações do seu ecommerce.

Por isso, essa é umas das, senão a mais importante etapa da criação da sua loja virtual, pois é com essa plataforma que você poderá escolher todas as próximas ações pro seu e commerce, ela será a sua base e por isso precisa ser escolhida de acordo com as necessidades do seu negócio.

Tipos de Plataforma de loja virtual:

  • Gratuitas – Com muitas restrições, tendo limites em relação ao layout, quantidade de produtos que podem ser cadastrados, entre outras.
  • Código fonte aberto – Funciona quase da mesma forma da plataforma gratuita, porém ainda vai demandar de você desenvolvedores para customizar layout, oferecer alguns suportes e configurar funcionalidades.
  • Pagas – Já vem com praticamente todas as funcionalidades precisas para uma loja virtual completa, como customização de layout, suporte e etc. Existem diversos preços para essas plataformas de ecommerce pagas, o essencial é você buscar a que melhor se encaixa no seu bolso, atendendo as necessidades da sua empresa e ainda deixando também um valor para próximos investimentos, como em divulgá-la.

 

3. Divulgação fraca

Um planejamento de comunicação é a regra mais básica para você ter uma boa divulgação da sua marca. Não adianta de nada você divulgar sua marca às cegas, sem saber quem realmente quer saber de você e onde essas pessoas estão.

Você precisa se planejar e principalmente entender quem é seu público e tudo que puder extrair sobre ele, para que assim a sua divulgação consiga ser mais assertiva e converta realmente em vendas. Invista também em e-mail marketing.

4. Falta de informação sobre o produto

Esse é um dos grandes erros encontrados em lojas virtuais por aí, não conter a descrição adequada dos produtos, sem trazer todas as especificações para o entendimento do cliente.

A internet é um local que infelizmente não podemos – ainda – tocar e ver o produto em tempo real, e essa pode ser uma das maiores desvantagens de um e-commerce, o cliente não ter acesso ao toque e experimentar o produto que deseja.

Por isso a descrição dos produtos, conta como algo imprescindível para dentro da sua loja virtual, pois vai fornecer pro cliente uma boa experiência de compra, respondendo suas possíveis dúvidas.

Além disso, a descrição do produto sendo bem-feita, ajuda no SEO da sua loja virtual. Busque pelas palavras chave corretas relacionadas a sua empresa e seus produtos, e tente otimizar suas páginas com essas palavras chave, dessa forma, você mantendo o cuidado em estar otimizando cada página e cada produto dentro do seu site, ele vai estar cada vez mais em potencial para aparecer nas primeiras páginas do Google.

5. Marketing digital

Aqui é o momento de você montar todas as estratégias necessárias para atrair clientes.

O marketing digital, vai te ajudar a implementar as melhores ações baseadas nas suas personas, é aqui onde você vai definir as melhores estratégias de como vender online, como por exemplo: Qual a melhor estratégia para atrair clientes? Tráfego pago ou tráfego orgânico? Quais canais são melhores de serem utilizados? Qual a jornada de compra da sua persona? Como transformar leads em clientes? Promoção ou Frete grátis? Qual tipo de conteúdo a persona consome?

Essas são umas das várias perguntas que você ou seu responsável pelo marketing irá ter de fazer, pois vão ser através delas que você identificará a hora certa para captar seus clientes e como fazer isso.

Entenda que, se você ainda não começou com o marketing digital na sua empresa, comece agora, pois de começo é basicamente MUITO TESTE e você com certeza precisará testar diversas estratégias, para que assim com o tempo você entenda e comprove qual delas se encaixam melhor pro seu negócio e personas e principalmente qual está te trazendo mais lucros.

6. Pós-venda

Faça do seu pós-venda uma pré-venda! Essa é uma tática muito promissora para os empresários e vendedores, pois o momento que o cliente finaliza uma compra pode ser ainda mais importante do que quando você consegue capturá-lo.

É no momento de pós-venda que você consegue fidelizar seu cliente, fazendo ele admirar sua marca e fazer propaganda dela por aí para todos os seus contatos.

Nada como a propaganda feita por alguém que COMPROVOU que o que você vende é bom, a compra feita por indicação geralmente são as mais certeiras, pois o cliente que vem, já vem com confiança no seu produto.

7. Site ruim

A experiência do usuário no seu site é muito importante, pois se ele tiver uma experiência ruim, além dele nunca mais voltar, ele ainda falará isso para outras pessoas.

Por isso, tente sempre trazer a melhor experiência possível para o seu usuário. O site precisa ter no mínimo:

  • Layout responsivo – Seu site precisa estar disponível para todos os dispositivos, principalmente para os dispositivos móveis, que é uma das principais fontes de compra na internet.
  • Carregamento rápido de páginas – Seu site precisa ter um carregamento rápido nas informações, pois a maioria dos usuários – por mais interessados que estejam no seu produto – vão abandonar seu site se ele demorar muito para carregar o que ele busca.
  • Boa estrutura de informação – Todas as páginas do seu site devem se comunicar entre si, faça suas categorias e subcategorias como uma pirâmide, onde uma coisa sempre leve para outra. Deixe seu conteúdo sempre acessível com no máximo 3 cliques para chegar em uma página, assim seu cliente terá uma experiência boa, pois conseguirá encontrar o que deseja sem ter que perder muito tempo procurando.

8. Não acompanhar métricas

Um dos principais erros dos e-commerces por aí, é não acompanhar tudo que está acontecendo dentro dele. Muitos empreendedores, só focam se está entrando vendas, sem entender de onde, porque e como aquela venda aconteceu.

O acompanhamento de algumas métricas seria essencial para entregar soluções melhores, conseguindo te fazer vender de uma forma mais assertiva.

Vai ser a partir dessas métricas que você vai conseguir acompanhar todos os resultados do seu e-commerce, quais produtos vendem mais, que tipo de cliente compra cada determinado produto, quanto em média cada cliente gasta com você, quanto de retorno você está tendo com o que está investindo, entre outros diversos indicadores de resultados que irão te ajudar a melhorar cada dia mais suas estratégias e empresa.

9. Entrega

Um serviço de entrega caro e que principalmente não cumpra com o prazo estipulado, traz pro cliente uma péssima experiência de compra, ou até mesmo fazendo com que ele não efetue a compra por causa do valor de um frete.

Pensando nisso, corra atrás de contrato com os correios, e para os clientes localizados na sua região, tente sempre oferecer um frete mais barato, faça alguma negociação com motoboys também pode ser uma boa. Tente toda e qualquer maneira para agradar seu cliente nesse momento tão importante, que é o de decisão de compra.

10. Busca interna

Tenha muito cuidado com o recurso de busca interna do seu site, pois muitas vezes o cliente é atraído por você de alguma forma, entra no site, porém na hora que vai fazer uma busca aparece a mensagem “produto não encontrado”, isso provavelmente vai fazer com que seu cliente feche sua aba e desista de continuar navegando no site, e você vai estar perdendo uma grande oportunidade de venda.

Por isso, tenha um filtro de busca eficiente no seu site, adicione todas as formas que seu produto pode ser buscado, até mesmo com erros gramaticais, sem acentos e com as variadas formas de pesquisa que seu cliente poderá fazer. Uma boa pesquisa de palavras chave, seria bacana nesse momento.

Ajude seu cliente a encontrar o que quer da forma mais eficaz possível.

Fonte: Bleez

 

Deixe um comentário